• ODiáriofest
  • ODiáriobuscas
  • Ivoti FM Online
  • O Diário TV
  • Eleições 2016

  • Contato enviado com sucesso!
    COLUNA
    Publicado em - 13/06/2017 09:13:47
    Nova Petrópolis
    Por: Bianca Garcia
    DAS PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS VOLUNTÁRIOS
    O Corpo de Bombeiros Voluntários de Nova Petrópolis apresentou os dados dos serviços prestados em 2016 no município e nas localidades próximas. Os dados mais que comprovam a quantidade de vezes que eles foram responsáveis por salvar vidas, mas mais do que isso, manter a qualidade nos salvamentos. Foram 24 mil horas de trabalho, 378 minutos, 30 segundos e 2.548 solicitações atendidas em 2016. Estas que variaram entre atendimentos pré-hospitalares, abastecimentos, quedas, acidentes e remoções. O trabalho voluntário do Corpo de Bombeiros é característica, pois dos 70 bombeiros que atuam na corporação, apenas oito recebem algum tipo de remuneração.
    Em tempos de disputas entre quem ganha mais, é impossível pensar na proteção do município e respaldo imediato, sem o trabalho destes servidores voluntários.
    DAS NOMEAÇÕES DE RUAS
    Como comentado anteriormente, sobre a sessão da Câmara de Vereadores, alguns Projetos de Lei foram apreciados com nomeações de ruas. O Projeto do vereador Oraci de Freitas (PP) foi aprovado e agora a estrada que inicia na Rua São Carlos, na Fazenda Pirajá, recebeu o nome de Rua Herbert Braun - um antigo morador que faleceu em 2015, o qual já foi presidente da Sociedade Cultural e Esportiva Alegria, na mesma localidade.
    AINDA SOBRE AS RUAS
    O vereador Jorge Darlei Wolf (PSDB) teve suas solicitações aprovadas. Entre elas, o pedido de informação sobre quando iniciará a pavimentação da Rua do Cinamomo, no bairro Vale Verde. Já, o pedido de providências da vereadora Kátia Zummach (PSDB), também aprovado, pede que algumas medidas sejam realizadas referente aos alagamentos que ocorrem em frente a Escola Otto Hoffman, em dias de chuva.
    Entre os danos e os feitos, o debate ficou entre algumas explicações das causas da existência destes problemas infra-estruturais das vias. Conforme relato do vereador Oraci de Freitas sobre os alagamentos, o local é raso demais para ter vazão de água, problema que deveria ter sido analisado antes da construção. Mas se o buraco deveria ser mais embaixo, quem foi o responsável pela miopia: Os cálculos ou a pressa?
    FALANDO EM PRESSA
    As contratações para a educação infantil enviadas pela Prefeitura foram um pouco apressadinhas, mas não vou atentar-me muito ao fato. Gostaria de sugerir a correção do termo utilizado para o serviço a ser realizado por um dos servidores contratados. Ele irá trabalhar com uma criança com deficiência, não com uma criança com necessidades especiais, muito menos portadora de deficiência. É muito importante que os órgãos públicos, servidores e comunidade saibam utilizar o termo correto, pois ninguém pode portar e deixar de portar algum tipo de deficiência, nem mesmo ser especial por conta disso, tal qual definido por uma conferência da ONU na década de 90, entre as pessoas com deficiência, para que a terminologia correta a ser utilizada seja ao indicar que existe uma pessoa (pessoa com) antes da sua deficiência (deficiência). Vamos reconhecer a causa e corrigir o termo.


    Para ver o texto completo, fotos e outros conteúdos privados, Clique aqui.
            Comunicar erros
    COMENTE ESSA COLUNA
    LEIA TAMBÉM
    Desenvolvido por: Andriel Artmann