• ODiáriofest
  • ODiáriobuscas
  • Ivoti FM Online
  • O Diário TV
  • Eleições 2016

  • Contato enviado com sucesso!
    Por: Divulgação  Publicado em 25/04/2017 16:32:17 Atualizada - 25/04/2017 16:39:53
    CASA
    Construção civil aponta para o uso maior do gesso
    O futuro da construção civil aponta para o uso cada vez maior do gesso, seja em revestimentos, rebaixamentos ou divisórias. <10>Isso se deve, principalmente, a diferentes propriedades, entre as quais, facilidade de moldagem, boa aparência, boas propriedades térmicas e acústicas, produtividade elevada e o preço, mais em conta, se comparado aos sistemas convencionais. Suas características permitem uma grande diversidade de usos, além de um ótimo resultado estético.

    Segundo Marcio Dirceu Tomiozzo, da LAM Gesso, há cerca de dez anos, convencer um cliente a colocar parede de gesso em casa aqui no Sul era difícil. Por outro lado, se falar em grandes centros, o gesso já acontecia a muito mais tempo e a mais tempo ainda na Europa e Estados Unidos, onde o sistema convencional de construção é o menos utilizado.

    Gesso tem origem na gipsita

    <10>O gesso para construção civil, segundo o profissional, se caracteriza por um pó branco, obtido pela calcinação de uma rocha chamada gipsita. O Brasil possui grandes reservas de gipsita, mas o aproveitamento do gesso na construção civil ainda é muito pequeno, comparado aos grandes países produtores de gesso, que são os Estados Unidos, Canadá e União Européia, principalmente França e Espanha.

    “Aqui no Brasil, a principal região de extração de mineração ou extração da gipsita é no nordeste, em Pernambuco, de onde vem nossa matéria-prima”, diz Márcio. Ele cita que a pedra é extraída da mineração, passa por processo de moagem, trituramento e cozimento até chegar ao pó, que é o gesso, podendo ser usado da forma convencional, em placas; ou no sistema draiwal ou acartonado, quando a gipsita recebe aditivos para maior resistência, e é revestido com cartão, o que originou o nome, acartonado.

    Versatilidade

    Márcio observa que o gesso convencional, em placas, tem um sistema de instalação um pouco mais simples que o gesso acartonado que, por sua vez, é o que vem cada dia tomando espaço e conquistando mais mercado. “Hoje é possível usar o gesso em qualquer lugar. O gesso acartonado, por exemplo, pode ser aplicado tanto em forro quanto em divisão”, observa. Márcio diz que já existem empreendimentos imobiliários que a construtora ou incorporadora constrói toda a estrutura externa do prédio e as divisões são feitas de gesso.

    A agilidade na construção é outra vantagem do uso de gesso. De acordo com Márcio, o processo de construção com gesso é muito mais rápido do que o processo convencional. Ele observa anda que com o gesso é possível trabalhar com diferentes elementos para buscar uma qualidade de isolamento acústico e térmico, o que, com o tijolo, seria mais restrito. “O tempo que leva pra construir uma parede de alvenaria é 10 vezes maior do que leva para faze ruma parede de gesso”, aponta, lembrando que uma parede de gesso pode ficar pronta em duas horas para receber a pintura, evitando massa, tijolo, corte para passar tubulação elétrica e hidráulica.



    Para ver o texto completo, fotos e outros conteúdos privados, Clique aqui.
            Comunicar erros
    COMENTE ESSA NOTÍCIA
    LEIA TAMBÉM
    Desenvolvido por: Andriel Artmann