• ODiáriofest
  • ODiáriobuscas
  • Ivoti FM Online
  • O Diário TV
  • Eleições 2016

  • Contato enviado com sucesso!

    Por: Bianca Garcia  Publicado em 12/01/2018 15:59:40
    NOVA PETRÓPOLIS
    Projeto de Coro teme encerrar atividades
    Reprodução
    O projeto realiza apresentações locais, nacionais e internacionais
    Nova Petrópolis – “Literalmente a gente leva o piano nas costas”, explica o maestro Daniel Valadares. São 19 anos do Projeto Meninas Cantoras da Serra Gaúcha – Nova Petrópolis, que propõe o desenvolvimento artístico, a convivência e a oportunidade cultural às meninas que participam do projeto. Ao longo dos anos, o número de integrantes diminuiu, o que para Daniel é consequência do encarecimento dos materiais e da manutenção do trabalho. “Tínhamos uma média de 40 meninas, hoje temos 16. A gente está desassistido, não tem a ver apenas com a crise, pois sempre há a fala de que falta dinheiro”, comenta. 

    INVIABILIDADE 

    Com o início de 2018, a Associação afirma não ter condições de manter os trabalhos pelo alto custo do mesmo. Junto às dificuldades, o repasse realizado pela Prefeitura através de um termo de fomento, também é questionado, já que o mesmo não recebeu reajustes nos últimos anos. “De R$ 10 mil passou para R$ 10.700 há um tempo atrás”, comenta Daniel. Com isso, a inviabilidade se torna mais frequente. “A gente não participa de mais eventos porque não tem dinheiro. Tem que pagar os músicos, o transporte, o uniforme, isso inviabiliza”, completa. 

    CONTRAPONTO 

    Já o secretário de Educação, Cultura e Desporto, Ricardo Lawrenz, lamenta a atual situação, mas afirma que o valor não será aumentado. “A Prefeitura ajuda, mas tem todo um trabalho que eles precisam fazer de gestão. Gostaria que tudo continuasse funcionando, mas são os recursos, nós temos que fazer escolhas e nossa prioridade é saúde, educação e segurança”, explica. O valor comentado pela Associação e Prefeitura é de anos. Segundo o secretário Ricardo, quando o mesmo assumiu a pasta, o valor já estava definido. “Por uma tradição, a gente não vai diminuir, nem aumentar, apenas manter”, conclui.


    Para ver o texto completo, fotos e outros conteúdos privados, Clique aqui.
            Comunicar erros
    COMENTE ESSA NOTÍCIA
    LEIA TAMBÉM
    Desenvolvido por: Andriel Artmann